sábado, 19 de novembro de 2011

Conversas de sábado à noite



Por que é que pessoas inteligentes, bem intencionadas e livres embarcam em fanatismos ou dinamismos autoritários? Como é que indivíduos normais se deixam levar em fundamentalismos? Como se manipula um grupo? E como é que o grupo pode anular o indivíduo até fazer dele uma peça inconsciente e acrítica de uma engrenagem infernal? Que há de comum entre o pensamento submisso a um regime autoritário e a sujeição aos ditames do politicamente correto? Somos livres. Seremos?
É sobre estas e muitas outras perguntas que os jovens cá da casa vão conversar e reflectir hoje.
Ponto de partida? O filme "A Onda", de Dennis Gansel, sobre a génese dos regimes autoritários.
Ponto de chegada? Promoção da liberdade de pensamento e do espírito crítico.
Porque é bom pensar pela própria cabeça.

2 comentários:

  1. Boa!

    Virei de vez em quando a esta paróquia...é bom saber que existe.

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria!
    Que bom ver-te por aqui! Volta sempre.

    ResponderEliminar